0
December 8, 2019

Cooperativismo, uma solução para a retomada do desenvolvimento

Cooperativismo, uma solução para a retomada do desenvolvimento – Evair de Melo, presidente da Frencoop

O cooperativismo é mais que um conceito econômico: é uma filosofia de vida pautada na competência, integridade, na inovação e, acima de tudo, na união de seus integrantes.

Com uns ajudando aos outros em prol de um objetivo em comum, o Sistema Cooperativo assumiu um papel de protagonismo e de transformação social.

Em todo o Brasil, são mais de 6,8 mil cooperativas, 14,2 milhões de associados e aproximadamente 400 mil trabalhadores.

De acordo com a Organização das Cooperativas Brasileiras no Espírito Santo (OCB-ES), temos em nosso Estado 444.147 cooperados, em 126 cooperativas.

Atuamos em nove áreas: agropecuária, consumo, crédito, habitação, educação, produção, trabalho, transporte e saúde. Além disso, a eficiência é uma marca registrada do setor em terras capixabas, que vem reduzindo custos e, em 2018, gerou um faturamento que passa a marca dos R$ 6 bilhões.

Nessa escuridão que o país tem passado, quem conseguiu dar um passo à frente estava protegido pela força das cooperativas. Sobrevivemos aos inúmeros fatores que tumultuaram o país nos últimos anos e seguimos gerando oportunidades ao nosso povo.

O cooperativismo brasileiro é o nosso instrumento de proteção e a grande ferramenta para que continue sendo protagonista é a política. Por meio dela, conseguimos vitórias maiúsculas, como a publicação da Lei Complementar 161/18, que permite que os municípios abram contas em cooperativas de crédito para atividades como a manutenção da folha de pagamento de servidores e movimentação financeira.

É uma lei exemplar, pois deu a chance para as prefeituras melhorarem suas gestões por meio da metodologia cooperativista de transparência, com a realização de prestação de contas e assembleias. Temos várias pautas essenciais para o setor que só serão viabilizadas com a união entre o Cooperativismo e a política.

São exemplos o PL 519/15, conhecido como Lei Geral das Cooperativas, que atualiza e desburocratiza as normas do setor, e o PL 8.824/17, que altera a legislação para que as cooperativas possam prestar serviços de telecomunicações.

Faço um apelo: peço para que vocês abram as portas para receber os parlamentares. Precisamos do carinho e da atenção de vocês.

Se os melhores brasileiros de conteúdo, de moral e de ética estiverem dentro do ambiente político, é certo que teremos capacidade para pautar a agenda deste país da diversidade.

Temos que ocupar esse espaço e continuarei trabalhando para garantir o nosso protagonismo e o diálogo com todos os segmentos.

*Evair Vieira de Melo é deputado federal (PP-ES) e presidente da Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop)

 

fonte: http://www.mundocoop.com.br/artigos/cooperativismo-uma-solucao-para-a-retomada-do-desenvolvimento-evair-vieira-de-melo-presidente-da-frente-parlamentar-do-cooperativismo-frencoop.html

0
July 23, 2019

Dia C – 2019

Dia de Cooperar 2019 foi sucesso total, a Credjust junto com a Coopsebrae ofertou ao público Mudas de plantas com intuito de conscientizar sobre a importância do cuidado com o meio ambiente. Foi um dia de diversão e alegria. O evento forneceu serviços de cuidado com a saúde, corte de cabelo e pintura facial, lazer e entretenimento, atrações culturais, expedição de documentos e educação financeira.
Contamos com a participação de mais de cem pessoas em nosso stand. Nosso primeiro ano neste vento grandioso e com parceria com a Coopsebrae, ano que vem tem mais!!

Vem ser Credjust! Vem cooperar e fazer a diferença!

 

0
July 19, 2019

Cooperativas de crédito crescem

 

Em 2018, a carteira de crédito das cooperativas cresceu a taxas mais elevadas que as observadas em outros segmentos. Houve também aumento do número de cooperados e postos de atendimento. Ainda assim, elas têm uma participação pequena dentro do sistema financeiro nacional.

As informações são do Panorama do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (íntegra), divulgado pelo Banco Central nesta 2ª feira (15.jul.2019).

Os dados mostram que a participação do segmento no ativo total do sistema financeiro passou de 1,7% em 2014 para 2,7% em 2018. A participação na carteira de crédito total, por sua vez, subiu de 2,5% para 3,8% no mesmo período e, no depósito, de 3,9% para 5,6%.

O estudo traz 1 recorte em que exclui operações de crédito para grandes empresas e operações de financiamento imobiliário. Segundo o BC, isso permite uma “comparação mais precisa” dos segmentos.

Nesse recorte, o crescimento anual da carteira de crédito das cooperativas foi de 23% em 2018, enquanto no restante do sistema financeiro foi de 7%.

O estudo coloca que, apesar da baixa participação no sistema, a atuação das cooperativas “tem contribuído para a retomada do crédito, especialmente nas carteiras de pequenas e médias empresas e de pessoas físicas”. O modelo é uma das apostas do novo presidente do BC, Roberto Campos Neto, para aumentar a competição no sistema financeiro.

O levantamento mostra, ainda, que a quantidade de cooperados cresceu 9% no ano passado. A taxa de crescimento foi de aproximadamente 18% entre as empresas e 8% entre as pessoas físicas. Além disso, cooperativas aumentaram sua presença por meio de unidades físicas em 7% no ano.

 

link da notícia: http://www.cooperativismo.org.br/Noticias/45565/Cooperativas-de-credito-crescem

Fale conosco agora